FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
48 mensagens Opções
123
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

ACAMPANA
Administrador
Esta mensagem foi atualizada em .
ATIVIDADE:

 - PESQUISAR SOBRE O PENSAMENTO IDEOLÓGICO
NO LIVRO "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo -



(NO MÁXIMO 5 LINHAS - 1,0….


2º - COMENTAR DUAS ATIVIDADES DOS COLEGAS - 0,5 CADA)
ACampana
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 2º ANO D Livro "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo

Denize
A critica que aparece no livro é sobre a vida , e o que  homem faz pra conseguir sair da miséria pra ter algo na vida , a constante luta que o personagem principal passa pra ter um nome ser chamado de Doutor e para que no final perceba que nada daquilo que ele conquistou valeu a pena na vida. Quando ele se da conta que não era aquilo que realmente  ele necessitava  ele procura de alguma maneira mudar e faz tudo diferente do que ele planejou , pra que ele possa viver de bem com si próprio e não se importar mais com que as pessoas vão pensar dele.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 2º ANO D Livro "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo

ELIEL 09
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
 EUGÊNIO FONTES busca a todo custo uma estabilidade financeira. Casa-se com Eunice (Thaís de Andrade), filha de um rico industrial.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 2º ANO D Livro "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo

LucasPaixao 39
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
Olhai os lírios do campo é um dos mais famosos de Érico Veríssimo e foi publicado em 1938 - Modernismo de Segunda Fase. A ambientação urbana da história dá margem à abordagem dos efeitos de um capitalismo devastador sobre a vida dos personagens. O romance narra a trajetória existencial do personagem principal, Eugênio, seus contatos sociais e seus dilemas interiores. Portanto, a narrativa centra-se em seus conflitos e vicissitudes.

Fonte: https://www.passeiweb.com/index.php/na_ponta_lingua/livros/analises_completas/o/olhai_os_lirios_do_campo
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 2º ANO D Livro "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo

Guilherme Claudio
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
O livro "Olhai os Lírios do Campo" faz parte da Segunda Geração Modernista no Brasil , esse romance brasileiro se destaca, pois se coloca a serviço da análise crítica da realidade sobre o mundo e seus interesses e como  o desejo de crescer na vida e enriquecer é o foco  de onde tudo gira , e o que muitas pessoas fazem para que isso aconteça.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 2º ANO D Livro "OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO", de Érico Veríssimo

paula erica de souza alves 25
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
 vê seu pai, vestindo um terno roto e surrado, com um embrulho de baixo do braço, provavelmente alguma roupa para ser entregue. Ao ver seu pai prestes a parar e cumprimentar o orgulho da família, Eugênio finge não conhecê-lo, deixando-o de chapéu na mão, em plena rua. Em casa, roído de remorso, anseia pelas críticas.
eugênio tem vergonha de ser pobre.

Leia mais: https://botecodosegundo.webnode.com.pt/news/resumo-e-analise-olhai-os-lirios-do-campo/
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Excelência e AMAC FILOSOFIA - 3º ANO D

William Felipe N:34
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
 Igualmente importante é a cena - já citada - do duelo entre Rodrigo e Bento Amaral, e a marca incompleta que o Capitão deixa no rosto do último.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

 lucas santos n:19
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
 homem profundamente pessimista, infeliz e complexado. Profissão: médico. Filho de um alfaiate pobre, Eugênio teve uma infância e adolescência cheias de dificuldades. À medida que ia crescendo, nutria um misto de vergonha e repúdio a si mesmo em decorrência da pobreza de sua família.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

REGIANE ,N.28
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
EUGENIO UM RAPAZ DE FAMILIA HUMILDE E POBRE ,SENTE NA "PELE " O QUE É SER POBRE. PASSA POR VÁRIAS HUMILHAÇÕES ,INCLUSIVE SEU IRMÃO ,COM OS COLEGAS DE ESCOLA TIRAM SARRO DELE ,POR ESTAR COM CALÇA FURADA . EUGENIO SONHA TODO CUSTO SER RICO,MESMO CONSEGUINDO SE FORMAR MÉDICO ,NÃO Vê FUTURO NA PROFISSÃO.CONHECE EUNICE ,MOÇA RICA E DA SOCIEDADE ,VÊ A OPORTUNIDADE DE SER "ALGUÉM ",DEIXANDO DE LADO O SEU GRANDE AMOR POR OLIVIA.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

maicon
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
   O sentimento de humilhação de ser de família pobre; a professora cobrando a mensalidade atrasada; o irmão fazendo parte do coro da zombaria; seus pés gelados pelo frio que entrava da sola do sapato causavam-lhe revolta e vergonha.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

valdes 32
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
O automóvel corre e Eugênio revive imagens do seu passado. O pai humilhado, a mãe se sacrificando por ele. Agora, ambos mortos, e o pior, se fosse lhe dado uma oportunidade para recomeçar sua infância e adolescência, seria igual - não lograria amar os pais como eles mereciam.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC MARCIA 21

jobis 19
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
dedicava-se mais à Medicina. E sobretudo, lembra da filha que tivera com Olívia, Anamaria, que estava sendo criada pela mãe desde que esta fora embora de Porto Alegre. Ao chegar ao hospital, Olívia morre e Eugênio decide abandonar Eunice e dedicar-se à criação de Anamaria.

Ele volta a ser médico, trabalhando com os pobres junto com o dr. Seixas, e em meio a esta mudança de Eugênio, ele encontra verdadeiramente a paz interior.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

meire 3
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
  aluno; jackson lemos  n*15   2 d
homem profundamente pessimista, infeliz e complexado. Profissão: médico. Filho de um alfaiate pobre, Eugênio teve uma infância e adolescência cheias de dificuldades. À medida que ia crescendo, nutria um misto de vergonha e repúdio a si mesmo em decorrência da pobreza de sua família. Sua motivação era "ser alguém", adquirir posição social e não ter que passar pelas humilhações que julgava ter passado na infância

Fonte: https://www.passeiweb.com/index.php/na_ponta_lingua/livros/analises_completas/o/olhai_os_lirios_do_campo                                  ALUNO;JACKSON LEMOS        n* 15    2 d    
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

EDIMAR  N:38
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
EUGÊNIO ERA DE FAMÍLIA POBRE POREM MUITO AMBICIOSO, SENDO CAPAZ DE ABDICAR A SUA PRÓPRIA FELICIDADE PARA PODER TER "STATUS" NA SOCIEDADE, SER UM HOMEM NOTÓRIO. AO FINAL DE TUDO DESCOBRE QUE PARA SER FELIZ PRECISAVA DE MUITO POUCO.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

silvio bezerra dos santos numero 30
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
Ele volta a ser médico, trabalhando com os pobres junto com o dr. Seixas, e em meio a esta mudança de Eugênio, ele encontra verdadeiramente a paz interior.

O título da obra é retirado do Sermão da Montanha, onde Cristo fala aos seus apóstolos, em uma analogia, que a verdadeira felicidade está em cuidarmos das coisas simples e não nos preocuparmos com as coisas complexas.

Nas palavras de Olívia: "Estive pensando muito na fúria com que os homens se atiram à caça do dinheiro.  É essa a causa principal dos dramas, das injustiças, da incompreensão da nossa época.  Eles esquecem o que têm de mais humano e sacrificam o que a vida lhes oferece de melhor: as relações de criatura para criatura.  De que serve construir arranha-céus se não há mais almas humanas para morar
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

jacira
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
NOME: WILLIAN DOS SANTOS   N* 35  2* D


Eugênio um homem de origem humilde, que na infância passou por muitas dificuldades, muitas vezes triste, envergonhado com sua classe social, sentia muita raiva em ser pobre. Eugênio desde pequeno sonhava em um dia se tornar uma pessoa importante, de influência, ficar rico, sair daquela pobreza. Então Eugênio  estudou muito, batalhou e correu atras dos seus sonhos, com uma vontade sem igual e conseguiu. Mas a riqueza trouxe também orgulho demais, para ele, ficou pior, começou a a desprezar as pessoas, ignora-las, humilhar, e esqueceu da sua origem humilde q um dia foi. Assim Eugênio se transformou em uma pessoa ruim em muitas formas atitudes, e acabou deixando de lado a própria mãe , que cuidou dele sempre, nos momentos mais difíceis, e perdendo até sua mulher traindo-a com uma mulher muito rica e assim atingindo a sua vontade, mas no final ele se arrependeu de tudo  e voltou a ser uma pessoa boa e humilde.  
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

Thainara Leticia
Em resposta à esta mensagem postada por lucas santos n:19
quesia 26
Eugênio noiva com Eunice, uma jovem rica filha de um empresário, apenas por interesse e casa-se com ela.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

edna cleise gomes da silva n10
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
   AMANDA 04
Eugênio vai à Porto Alegre a pedido de Olívia que está doente em um hospital. Neste caminho, lembra-se dos dias de casamento infeliz com Eunice, como agora trabalha para o sogro e não dedicava-se mais à Medicina. E sobretudo, lembra da filha que tivera com Olívia, Anamaria, que estava sendo criada pela mãe desde que esta fora embora de Porto Alegre. Ao chegar ao hospital, Olívia morre e Eugênio decide abandonar Eunice e dedicar-se à criação de Anamaria.aman
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

Jefferson 16
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
Érico Veríssimo construiu o romance Olhai os lírios do campo de maneira que o personagem principal fosse mostrado em dois momentos. No primeiro momento, ele é conduzido, em seus comportamentos, pelas expectativas sociais; obedece aos valores de sua classe, é incapaz de perceber-se enquanto ser. Ele faz de tudo para ter sucesso e ser aceito: trabalha em função de uma máscara e não do próprio rosto. No segundo momento, o romancista mostra os processos de transformação de Eugênio: da condição de indivíduo coisificado, guiado mais pela expectativa dos outros do que por si mesmo, para a condição de indivíduo autônomo e consciente de si, sujeito de suas próprias decisões.
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: FILOSOFIA - 2º ANO D - Excelência e AMAC

Gustavo n6
Em resposta à esta mensagem postada por ACAMPANA
Eugênio Pontes, moço de origem humilde, a todo
custo, se forma médico e, graças a um casamento
por interesse, ingressa na elite da sociedade. Ness
e
ínterim, é obrigado a virar as costas para a famíli
a,
deixar de lado antigos ideais humanitários e
abandonar a mulher que realmente amava.
123